Home | Publicações GP | Parceria | rss Rss | Facebook FaceBook | twitter Twitter | Contato

Renault

terça-feira, 14 de outubro de 2014


Site
Nome
Renault
Fundador
Louis Renault
País
França
Primeiro GP
Último GP
Primeira Pole
Última Pole
Primeira Vitória
Última Vitória

Resultados do motor Renault
4 Vezes 4 Vezes 4 Vezes 4 Vezes 4 Vezes
4 Vezes 4 Vezes 4 Vezes 4 Vezes 10º 4 Vezes
11º 4 Vezes 12º 4 Vezes 13º 4 Vezes 14º 4 Vezes 15º 4 Vezes
16º 4 Vezes 17º 4 Vezes 18º 4 Vezes 19º 4 Vezes 20º 4 Vezes

Estatísticas do motor Renault
GPs 4
Títulos 0
Título de Construtores 0
Vitórias 4
Poles 4
Pódios 4
Pontos 318
Volta + Rápidas 4

Equipes do motor Renault
Equipes
GPs
Vitórias
Poles
M.Vol
Pódios
Pontos
e.dams-Renault
4
1
2
0
3
85
Virgin Racing
4
1
0
2
2
74
Audi Sport ABT
4
1
0
1
3
62
Andretti Formula E
4
0
1
0
1
41
Dragon Racing
4
0
1
0
0
38
China Racing
4
0
0
0
2
37
Mahindra Racing
4
0
0
0
0
36
Amlin Aguri
4
1
0
1
1
31
Trulli
4
0
0
0
0
12
Venturi
4
0
0
0
0
08

A potência do motor também é diferente da dos carros de Formula 1 e foi igualmente limitada pela FIA para a temporada de 2014: os veículos da Formula E poderão ter no máximo 200 kW de potência, um valor que seria equivalente a 270 bhp em um motor que não seja elétrico.

Porém, essa potência máxima é permitida apenas nos treinos e nas qualificações; durante as corridas de verdade, a limitação da FIA é de 133 kW (aproximadamente 180 bhp). Mesmo assim, existe uma “brecha” nesse limite: os carros poderão ter um sistema “Push-to-Pass” que momentaneamente aumenta a potência ao máximo para permitir melhores ultrapassagens.

Essas limitações, a princípio, servem para garantir a segurança da competição no seu primeiro ano. Por serem carros que se comportam de maneira bem diferente da dos veículos da Formula 1, é preciso entender melhor como eles vão se sair nas pistas antes de tomar atitudes que possam comprometer os pilotos e profissionais envolvidos.

Se você já viu um carro elétrico, sabe que ele é extremamente silencioso perto de um veículo com motor a combustão. Mesmo atingindo velocidades altas, os carros desse tipo não possuem o ronco característico dos motores da Formula 1, o que pode ser um fator de estranhamento inicial na Formula E.

Existiu anteriormente uma vontade por parte de pessoas ligadas à FIA de trazer motores elétricos para a própria Formula 1, já que eles possuem emissão zero de carbono no ar, algo que os torna muito mais ecologicamente corretos. Essa ideia, no entanto, foi descartada por medo de que a categoria perdesse a sua emoção característica, sendo o ronco dos motores um dos principais fatores nessa decisão.

De acordo com a FIA, os carros elétricos da Formula E não serão completamente silenciosos; no entanto, sendo mais barulhentos do que um veículo normal de passeio e com um ruído que lembra um avião decolando (o vídeo acima é um exemplo disso). Porém, não é nem possível comparar isso ao som de um carro de F1 e essa é uma das maiores expectativas para a temporada de 2014 da FE: todo mundo quer saber qual será o som característico dessa categoria.

Posts Relacionados